Loading...

Tudo sobre o Power Blue

Se você está cansado de sofrer com a impotência sexual e isso já está afetado o seu casamento de uma forma negativa ou se você não aguenta mais comprar remédios que prometem ajudá-lo mas falham, apresentam efeitos colaterais ao corpo e um alto custo, você está no lugar certo.

Nessa matéria, você irá conhecer o Power Blue, o suplemento afrodisíaco 100% natural que vem mudando a vida de homens pelo mundo todo, confira!

O que é o Power Blue?

Power Blue HardPower Blue é um suplemento natural que atua ativamente nos corpos cavernosos. É indicado para homens que estão sofrendo com a disfunção erétil, problemas de ejaculação precoce, incapacidade de ter ou manter uma ereção, ereção flácida e a falta de desejo sexual.

Devido a sua composição natural, o Power Blue Hard trás inúmeros benefícios, como:

  • Aumento da libido;
  • Alto desempenho e muito mais vigor;
  • Ereções fortes e duradouras;
  • Aumenta a fertilidade;
  • Combate a impotência sexual.

Power Blue funciona?

É normal os homens se perguntarem se o Power Blue funciona, afinal, existem inúmeros suplementos que prometem o mesmo e são apenas dinheiro jogado fora.

A resposta é Sim! O Power Blue funciona.

Além de ser um suplemento liberado pela Anvisa, o Power Blue possui em sua composição elementos que atuam melhorando a circulação sanguínea nos corpos cavernosos ao bombear mais sangue para a região genital.

Essa quantidade maior de sangue, causa uma maior expansão do tecido e isso gera um aumento do pênis. 

Outro motivo que garante a eficácia do power blue é o site Reclame Aqui, muito popular por ser uma forma direta de negociação entre consumidores insatisfeitos e a empresa.

No reclame aqui não existe nenhuma reclamação sobre o power blue, reforçando que o suplemento natural funciona.

Composição Power Blue

Muito se pergunta qual a composição do Power Blue, e listamos abaixo a sua composição, confira!

  • Maca Peruana;
  • Trillium Rectum;
  • Acetato de Magnésio;
  • Niacina;
  • Vitamina B1;
  • Vitamina B2;
  • Vitamina C;
  • Vitamina E;
  • Minerais;
  • Fibras;
  • Aminoácidos.

Como comprar power Blue?

Se você sentiu interesse em comprar o power blue, saiba que o suplemento afrodisíaco só é vendido em seu site oficial, além disso, no site você pode comprar o power blue com enormes promoções e ofertas, quanto mais potes de suplemento comprar, mais barato fica!

Se você já viu a propaganda do Power Blue em algum site que não seja o site oficial, não se arrisque, pois trata-se de imitações e falsificações, podendo colocar em risco a sua saúde e até mesmo piorar os sintomas da impotência sexual.

Garantia de 30 dias Power Blue

Quando o power blue é comprado no site oficial, o próprio site oferece uma garantia de 30 dias. 

Isso significa que se você não ficar satisfeito com os resultados nesse período, você pode enviar um email para o site e seu dinheiro é devolvido totalmente, sem complicações!

Power Blue efeitos colaterais

Muitos remédios para impotência sexual apresentam inúmeros efeitos colaterais e contra indicações, esse não é o caso do Power Blue.

Por ser um suplemento natural, o power blue não possui efeitos colaterais e contra indicações, sua ação não é instantânea como o viagra mas ocorre conforme o tratamento é feito, e por isso seus efeitos são prolongados.

Como receber meu salário na NuConta?

E aí galera, tudo bem? Eu sou a Xpeer Online do Nubank. E hoje eu vou explicar como fazer o seu salário render desde o dia do seu pagamento. Se interessou?

Então vem comigo, que eu vou mostrar como fazer a portabilidade dele, para a NuConta. É isso mesmo! Agora é possível receber o seu salário automaticamente na sua NuConta para que ele comece a render a uma taxa maior do que a poupança, na mesma hora.

E o melhor. Você pode fazer o seu pedido, direto pelo seu app. Só vai precisar do CNPJ e Razão Social da Empresa e o nome do banco onde a sua empresa processa a Folha de Pagamento.

Você pode pedir essas informações no RH ou dar uma olhadinha no seu holerite que elas vão estar todas lá. E para pedir a portabilidade, é só fazer assim.

No aplicativo, entre no painel da NuConta e toque em Depositar. Ou toque em Depositar direto pelos atalhos da tela inicial do aplicativo. Agora, é só selecionar a opção Receber Salário e toque em OK, depois de ler o aviso.

Na próxima tela, coloque o CNPJ do entregador e toque em Continuar. Na tela seguinte coloque a Razão Social do Empregador. E toque em Continuar.

No fim, é só você colocar o banco onde a sua empresa faz o processamento da sua Folha de Pagamentos. Coloca a sua senha de quatro dígitos, e pronto!

Agora, é só esperar o nosso Email de Confirmação para que seus próximos salários sejam direcionados automaticamente para a sua NuConta. Fácil né?

O Nubank é confiável?

Muita gente me pergunta assim: “O Nubank é confiável? Vale a pena mesmo abrir uma conta no Nubank?”. Bom, eu vou falar pelo que já li e pelo que já assisti da galera falando sobre esse banco.

Muita gente deixa de ganhar mais dinheiro (ao optar por deixar o valor parado na poupança) ao invés de aplicar o dinheiro da forma certa. Não há porque você ter receio do Nubank.

De acordo com tudo que li e ouvi por aí, o Nubank é muito confiável e seguro. Ou seja, você pode deixar seu dinheiro no Nubank sem maiores preocupações.

Você também pode solicitar um cartão de crédito do Nubank. Talvez você vá se perguntar: “Será que o cartão de crédito Nubank é seguro?”. E eu posso afirmar que sim, que o cartão de crédito do Nubank é completamente seguro, e o melhor, você pode usá-lo sem taxa nenhuma.

Se você quer fugir do cartão de crédito normal, das taxas exorbitantes e deseja ter um cartão de crédito livre de tudo isso, procure solicitar seu cartão de crédito no site do Nubank.

Só lembre-se de que você precisa ter o nome limpo no SPC/Serasa para que seu cartão seja aprovado. E é necessário também que seu Score esteja pelo menos razoável para conseguir o cartão de crédito.

E aí? Você já usa o cartão de crédito ou a conta Nu? O que tem para nos dizer sobre eles? Vamos adorar saber qual a sua opinião.

O que fazer se seu parceiro tiver perdido interesse por sexo

Todo relacionamento pode passar por períodos secos quando seu parceiro está de repente menos interessado em sexo do que você. Pode ser um problema de curto prazo relacionado ao estresse no trabalho ou outras questões que levaram seu parceiro à distração.

Ainda mais comumente, um cronograma súbito e agitado – variando de exames de fim de ano a um prazo de trabalho do tipo “faça ou morra” – pode deixar seu parceiro exausto e pouco interessado em algo além de dormir ou passar a noite na frente da TV.

Embora períodos de seca como esses sejam comuns e geralmente se resolvam sozinhos quando as coisas se estabilizam, um desinteresse prolongado e inexplicável no sexo pode ser prejudicial a um relacionamento e ao bem-estar geral de ambos os parceiros.

Isso pode não apenas provocar sentimentos de frustração e insegurança, como também deixar você imaginando se esse pode ser seu primeiro passo em direção a um casamento sem sexo.

Não é uma preocupação totalmente infundada. De acordo com um estudo publicado no Archives of Sexual Behavior, até seis por cento dos casamentos duram um ano inteiro sem sexo.

Desafios

Não há regra sobre quando um período seco tem “muito tempo”. Muito disso depende da idade do casal, há quanto tempo eles estão juntos e qual foi o padrão habitual de sexo. Em última análise, se um período de seca está causando tensão palpável no relacionamento ou está minando a confiança de um ou ambos os parceiros, a ação precisa ser tomada.

E isso pode ser complicado. A menos que ambos os parceiros estejam dispostos a se engajar em uma comunicação honesta e aberta, qualquer discussão sobre a falta de sexo pode desencadear sentimentos de culpa, raiva, culpa ou constrangimento, recuando em vez de avançar uma solução.

Para este fim, existem passos que você pode tomar para resolver o problema de forma cooperativa. Seria necessário, em primeiro lugar e acima de tudo, que você não fizesse nenhuma suposição sobre a falta de interesse sexual de seu parceiro, não importa o quanto isso possa estar causando aflição.

Causas

As causas da perda de interesse sexual podem ser muitas, incluindo estresse, depressão, disfunção erétil, desequilíbrios hormonais (estimulados pela menopausa e hipogonadismo), dor genital (como vaginismo ou balanite), doença crônica, medicamentos, baixa auto-estima, e problemas de relacionamento. A lista poderia continuar e uma.

Então, enquanto você pode assumir que seu parceiro está tendo um caso ou simplesmente perdeu o interesse em você, você precisa estar aberto a todas as possibilidades.

Além disso, é importante distinguir entre baixa libido (a perda do desejo sexual), desejo sexual hipoativo (a ausência de fantasias sexuais) e disfunção sexual (a incapacidade de fazer sexo, geralmente acompanhada de sentimentos extremos de culpa). Cada um pode ter causas físicas e psicológicas, mas são completamente diferentes em como são tratados.

Ao entender a diferença, você pode abordar o problema de maneira mais objetiva e evitar muitas das repercussões emocionais.

O que fazer

Você pode experimentar pílulas naturais como o Power Blue e também pode usar o tesao de vaca original se o seu problema for o tamanho do pênis.

Quando se aproxima de seu cônjuge sobre problemas sexuais no relacionamento, o pior lugar para fazê-lo no quarto onde ambos expostos e vulneráveis. Em vez disso, encontre um território neutro onde você possa estar sozinho, privado e sem perturbações.

Faça todos os esforços para se expressar com sensibilidade e sem qualquer sugestão de culpa. Embora seja importante compartilhar suas preocupações, faça-o dentro do contexto do relacionamento, em vez de afirmar como “você” está causando “eu” a se preocupar. É aí que a preocupação se torna culpada.

Se o seu parceiro é capaz de identificar um problema (como estresse no trabalho ou se sentir cansado o tempo todo), trabalhe em conjunto para encontrar uma solução. Concentre-se na mudança incremental e procure ajuda médica, se necessário. E não seja tímido para sugerir terapia.

A terapia pode ser ótima para ensinar habilidades de gerenciamento de estresse e pode ajudar a identificar correntes subjacentes de depressão ou ansiedade. Além disso, reserve um tempo para reiterar a importância da intimidade e da proximidade física à medida que se esforça para encontrar uma solução duradoura.

Se seu parceiro não sabe o que está causando o problema, mas reconhece sua existência, sugira um exame físico com o médico da família. Baixa libido é muitas vezes o resultado de uma condição médica não diagnosticada (como baixa testosterona, hipertensão arterial, hipotireoidismo ou diabetes) ou uma droga crônica (como antidepressivos, pílulas anticoncepcionais e certos medicamentos de próstata) que podem matar seu sexo dirigir.

Se o seu parceiro é desligado ou está relutante em discutir o assunto, você precisa assumir o controle e não levar as coisas para o lado pessoal. No final, não se trata de você deixar seu parceiro ou seu parceiro falhar com você.

É simplesmente que vocês dois precisam se apropriar do problema como um casal.

Ao assumir a liderança – e sugerir aconselhamento aos casais, se necessário – você pode levar a questão à luz e usar o processo para fortalecer, em vez de ferir, o relacionamento.

É importante lembrar que resolver qualquer problema de relacionamento – seja sexual, financeiro ou emocional – é um processo e não um evento. Tome seu tempo, seja paciente e, se necessário, busque aconselhamento para garantir que sua auto-estima e confiança permaneçam intactas.

Frequência sexual no casamento

Como um casal pode resolver argumentos sobre a frequência com que fazer sexo? Conhece o Xtrasize Original?

Estou frustrada porque minha esposa provavelmente se contentaria em fazer amor uma vez por mês, o que não chega perto de me satisfazer.

Ela é anormal ou eu sou algum tipo de pervertido? Existe alguma maneira de resolver este conflito

A primeira coisa que você precisa entender é que não existe tal coisa como “normal” aqui.

Os pesquisadores não concordam com a frequência com que o casal médio faz sexo.

Você também deve saber que os indivíduos podem diferir radicalmente em termos de seus desejos e interesses sexuais.

Você não é o único casal que se depara com a questão de quantas vezes “deveriam” fazer sexo.

A questão geralmente surge quando as expectativas dos cônjuges sobre a frequência da relação sexual não coincidem – uma queixa muito comum.

De acordo com Understanding Human Sexuality, de Janet Shibley Hyde e John D. DeLamater (McGraw-Hill, 1997), a maior porcentagem de casais casados ​​relatando em um estudo disseram que tiveram relações sexuais três vezes por semana.

Mas como um artigo no site da MayoClinic.com aponta, “Estatísticas sobre comportamento sexual podem ser bastante enganosas.

Por exemplo, um casal pode ler que o casal tem relações sexuais três vezes por semana.

Eles podem não estar cientes, porém a frequência das relações pode variar de zero para algumas a quinze ou vinte vezes por semana para outras pessoas, portanto, mesmo que sua frequência de relações seja maior ou menor que três vezes por semana, seu comportamento é dentro do alcance da experiência humana normal “.

O problema com esse tipo de informação é que médias excessivamente simplificadas podem criar reações ansiosas.

Se você faz sexo mais de três vezes por semana, isso faz você anormal?Se você faz sexo duas vezes por mês, seu casamento é menos saudável do que a maioria?

Aqui estão cinco coisas para lembrar quando você e seu cônjuge não têm certeza se a frequência de sua atividade sexual é “normal”.

Todo casal é diferente

A frequência da atividade sexual pode ser uma medida da saúde geral de um casamento, mas não há um padrão numérico que se aplique a todos os casais.

Fatores como gênero, expectativas individuais, maturidade do desenvolvimento como casal e diferenças culturais afetam os números.

Essas variáveis ​​são especialmente evidentes no casamento precoce, quando um casal ainda está no processo de descobrir onde seu próprio “normal” irá aterrissar na escala.

A qualidade precede a quantidade

Felizmente, o mito dos pais de “tempo de qualidade” sobre “quantidade de tempo” está sendo desmascarado.

Quando se trata de sexo, no entanto, a qualidade é mais importante que a quantidade.

Isso não significa que qualquer um dos cônjuges tenha uma desculpa para se livrar das responsabilidades conjugais no quarto.

Em vez disso, é um chamado para a excelência.

Uma vez que a comunicação íntima começa a crescer e as necessidades são satisfeitas, o aumento da frequência geralmente não fica muito atrás.

Há um tempo para servir

É importante ser sensível e atencioso com seu parceiro. Traumas sexuais, abuso, vício, aborto e doenças podem afetar nossa sexualidade de maneira profunda.

A recuperação é frequentemente lenta, exigindo paciência e compreensão de ambos os cônjuges.

Também é importante que o marido entenda o ciclo reprodutivo de sua esposa.

Menopausa, síndrome pré-menstrual (TPM), menstruação, gravidez, parto, amamentação e cuidados com bebês e crianças podem deixar a esposa drenada física e emocionalmente.

Nessas ocasiões, o marido fará bem em manter o “quadro geral” em mente.

Seja intencional

O sexo impulsivo e espontâneo pode ser ótimo, mas tende a cair no esquecimento à medida que empregos, hipotecas e crianças entram em cena.

Se você der ao seu cônjuge apenas as sobras do seu tempo e energia, nenhum de vocês ficará sexualmente satisfeito.

Planejar um tempo e um lugar para a intimidade parece algo menos íntimo, mas a falta de negociação pode levar à falta de realização – ou, pior ainda, a procurar em outro lugar por isso.

Sexo é uma foto

Escritura pinta um belo retrato do retorno de Cristo para sua amada noiva, a Igreja.

Nossa união espiritual com Ele é ecoada em todos os aspectos de nossos casamentos terrenos, incluindo a sexualidade.

A implicação deveria ser óbvia: é sobre o relacionamento – não os números.

Se você está tendo dificuldades nesta área do seu casamento, não hesite em procurar aconselhamento profissional.

Quais são os serviços oferecidos pela Caixa?

A Caixa Econômica Federal é um dos bancos de confiança da maioria dos brasileiros.

Como uma entidade pública, é por meio dela que os beneficiários fazem os seus saques, além de ser as suas agências quem pagam o fundo de garantia.

Na realidade, a CEF tem vários serviços diferentes para as empresas e para os clientes físicos.

Caixa para empresas

Pessoas jurídicas de todos os portes podem fazer uso dos serviços da Caixa:

  • Crédito rural: trata-se de empréstimos para agricultores e profissionais do ramo agropecuário. São diferentes soluções para as cooperativas, para o produtor individual e as agroindústrias;
  • Imóveis: esse banco tem um sistema de financiamento imobiliário bastante sólido e, com isso, as instalações das empresas podem ser ampliadas mais facilmente;
  • Cartões empresariais: são indicados para os gastos do escritório, do empreendimento que está sendo aberto, etc. Os correntistas podem pedir o Cartão Credenciamento, o Cartão BNDES e outros;
  • Contas jurídicas: têm condições diferenciadas para as empresas e podem ser poupança ou corrente;
  • Serviços para o judiciário: alta segurança para as transações decorrentes de diversos processos;
  • Crédito e financiamento: com ele, as empresas que são correntistas podem fazer ampliações, pagar as suas contas, comprar equipamentos e atender a quaisquer outras necessidades;
  • Investimentos: uma variedade grande de investimentos pode fazer a empresa render mais, como o CDB e a compra de ações.

Caixa para as pessoas físicas

Estas também desfrutam de vários serviços da Caixa Econômica Federal, inclusive:

  • Seguros: tratam-se de apólices para vários tipos de bens. Os correntistas podem contratar o Seguro Viagem, Seguro Auto, Seguro de Vida, Seguro Dívida Zero, Seguros Residenciais, Seguro Odontológico e Seguro Auto;
  • Poupança e Investimentos: com essas opções, as pessoas físicas podem fazer o seu capital render bastante e fazer os resgates quando necessitarem. Uma das facilidades do banco é oferecer a consulta saldo poupança caixa por telefone e por celular.
  • Cartões: os usuários da Caixa Econômica Federal têm diversos cartões disponíveis, de acordo com o seu poder aquisitivo, seus objetivos e o tipo de conta aberta. Alguns desses cartões são Turismo, Débito, Construcard, Crédito e Universitário;
  • Contas: podem-se escolher entre contas poupança e corrente com várias vantagens;
  • Loterias: os jogos feitos nas casas lotéricas são gerenciados pela Caixa, o que atesta a sua garantia de segurança;
  • Previdência privada: com ela, o cidadão pode juntar dinheiro para determinado objetivo ou pode guarda-lo para quando quiser se aposentar;
  • Empréstimos e financiamentos: o banco tem empréstimos especiais para os aposentados, trabalha com o Financiamento Estudantil (FIES), crédito para viagem, financiamento de veículos, empréstimos para os negócios, crédito rural, crédito pessoal, penhor de bens, financiamento para habitação e crédito consignado;
  • Financiamento para habitação: esse serviço da Caixa Econômica é muito popular e pode ser procurado por quem quer comprar terrenos ou locais construídos;
  • Negociação de dívida: excelente para quem tem débito com qualquer serviço do banco.

Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS)

Esse serviço facilita para os empregadores (que precisam fazer o recolhimento dos 8%) e para trabalhadores (que podem procurar a Caixa para consultar o seu fundo de garantia e fazer os saques).

Hospedagem de sites

Pré-requisitos

Para acessar um site geralmente é necessário um domínio, alguns provedores disponibilizam um subdomínio gratuitamente, mas o ideal é registrar um domínio. Alguns provedores oferecem também o serviço de registro.

Limites

Os provedores de hospedagem delimitam três recursos principais para cada conta de hospedagem disponibilizada.

Um detalhe importante é que o limite de transferência e armazenamento é medido em Megabyte (MB) ou em Gigabyte (GB), sendo que em alguns provedores a quantia em GB é igual a 1000 MB (gigabyte) e não a 1024 MB (gigabyte), deve-se, portanto, verificar o contrato para saber qual a taxa correta.

Transferência mensal

A transferência mensal é medida em MB ou em GB. A transferência mede tanto a quantidade de dados transferido do servidor para os visitantes do site quanto dos visitantes para o servidor de hospedagem. Muitos provedores de hospedagem também contam na taxa de transferência o tráfego de e-mail (SMTP, POP3), FTP, entre outros protocolos. Deve-se observar o contrato para verificar o que é contado em cada caso.

Essa taxa é reiniciada no primeiro segundo de cada mês e geralmente os painéis de controle permitem obter um extrato de quanto está sendo utilizado para o mês corrente.

Armazenamento

O armazenamento é a quantidade de dados medida em MB que se pode armazenar no servidor. Alguns provedores contam todos os dados armazenados na área de FTP apenas, outros também contam o limite de banco de dados, e-mails e até logs de acesso. A resposta geralmente está no contrato do serviço.

Quantidade de domínios

O padrão de mercado é um domínio por conta de hospedagem, no entanto, alguns provedores disponibilizam mais de um domínio por conta. A disponibilização de mais de um domínio não significa que poderá ter dois ou mais sites em uma só conta, mas que dois ou mais domínios poderão responder para um mesmo site, um mesmo conteúdo.

Serviços essenciais

Um site tipicamente precisa:

  • um servidor para o protocolo HTTP, como o Apache ou o IIS
  • serviço de e-mail, com SMTP, POP3 e talvez IMAP
  • serviço de DNS para resolução de hostnames em IPs
  • serviço de publicação, provavelmente pelo protocolo FTP
  • estatísticas gráficas, que são softwares que processam os logs do servidor HTTP.
  • Publicação

Quem contrata a hospedagem de sites deve enviar seu site ao servidor. O envio do site se dá tipicamente através de FTP ou por uma interface web através da qual pode-se efetuar o upload de arquivos tal qual inserir anexos num webmail.

Outras formas de publicação: SSH e Front Page.

Linguagem de programação

Apesar de o padrão de um site na web ser a hypertexto HTML, existem outras linguagens que podem pré-processar o HTML e modificá-lo de forma dinâmica.

As linguagens de programação mais comuns para web são PHP, JavaScript, ASP, plataforma ASP.NET, Perl, JSP, Ruby/Ruby on Rails, Python. Através destas linguagens o conteúdo do site pode ser armazenado em um banco de dados.

Bancos de dados

Os banco de dados mais comuns para web são MySQL, Access, PostgreSQL, SQL Server, MariaDB e Firebird. Os bancos de dados devem ser acessados através de uma linguagem de programação.

Serviço de e-mail

O serviço de e-mail é composto por um protocolo de recebimento e envio de e-mails entre servidores de e-mail, o protocolo SMTP e um protocolo de download de e-mails para os usuários, tal qual o POP3 e IMAP. A maioria dos provedores de hospedagem oferecem também uma página para leitura de e-mails através do navegador, ou seja, um Webmail.

Gerenciamento da área de hospedagem

O gerenciamento do serviço tipicamente ocorre através de um painel de controle, onde podem ser criados e-mails, alterar senhas e todas as tarefas administrativas necessárias. Existem vários tipos de painéis de controle, sendo os mais comuns o cPanel, o Plesk e o HELM. Alguns provedores de hospedagem, no entanto, possuem um painel de controle próprio.

Free Web Hosting